Matram

Movimento para o Acesso ao Tratamento em Mocambique

Estrategias

Objectivo Geral do MATRAM

  • Dar resposta a situação de maior número de pessoas que vivem com o HIV-SIDA que não tem acesso aos medicamentos que garantem uma vida longa
  • Contribuir para a estabelecimento de acordos justos e sua implementação em beneficio de PVHS
  • Promover a consciêncialização da Sociedade Civil e das comunidades sobre o acesso ao tratamento das PVHS

Específicos

  • Acções de advocacia
  • Promover Educação sobre o tratamento para as PVHS, comunidades
  • Trabalhar com o Governo para desenvolver planos de tratamento incluindo com anti-retrovirais como parte da continuidade dos cuidados

Quem deve ser activista do MATRAM

Homens e mulheres singulares, e organizações que se identificam com os objectivos do MATRAM

Actividades do MATRAM

Mobilizar comunidades, lideres comunitários, e todos os sectores em Moçambique para garantir o acesso ao tratamento para as pessoas necessitadas. Garantir o cumprimento de programas instituídos ao nível Nacional e internacional incluindo o programa 3 por 5, (tratamento de 3.000.000 de pessoas até 2005) adoptado pela OMS.

Missão do MATRAM

  • Fazer advocacia junto ao governo, doadores e indústria farmacêuticas
  • Mobilizar a comunidade para combater a estigma e discriminação de PVHS
  • Participar e estimular processos de responsabilização do Governo e suas instituições nos programas de tratamento das PVHS.

Visão do MATRAM

Um Moçambique onde PVHS a beneficiarem de tratamento gratuito para elevar a qualidade de vida e dos seus familiares

MATRAM

MATRAM – Movimento de Acesso ao Tratamento em Moçambique – foi criada em 2004 por um grupo de associações de pessoas infectadas e afectadas pelo HIV e outras ONGs que decidiram canalizar a sua zanga, frustração e desespero para uma acção mais construtiva em prol do tratamento. Elas acreditavam que o MATRAM vai permitir as PVHS levantarem-se da para além da paralisia do medo e desespero para uma nova vida refinada com uma nova visão acerca da possibilidade da vida para além do diagnóstico. Desde a sua criação em 2004, até este ano o MATRAM já tem 500 organizações membros espalhadas pelo pais mobilizando centenas de PVHS com a sua filosofia e mensagens. MATRAM emergiu no tempo quando havia necessidade de dar um cunho de uma liderança de PVHS na luta para acesso ao tratamento na luta contra o HIV-SIDA. Os membros do MATRAM demonstram como de como o perfil das PVHS reflectem a representação das PVHS de todos os tratos sociais com maior relevância as camadas mais pobres. Entre os resultados mais notáveis alcançados pelo MATRAM está enumerada pela sua capacidade pelo seguinte:

  • Dar aos membros de volta as suas vidas, sonhos e esperanças renovadas e enriquecidas acerca as possibilidades disponíveis para as PVHS para além do HIV
  • Desenvolver uma perspectiva de vida que valoriza o amor, família e amigos
  • Desenvolver uma perspectiva que leva a vida como uma dadiva
  • Desenvolver uma atitude a vida que luta para enfatizar nas melhores situações e alcançar o máximo, a qualquer altura na escada da vida
  • Providenciar um fórum para expressão e demonstração do ser uma PVHS que cuida atempadamente, incansável e inquantificável a provisão cultural de apoio e cuidados da mulher, órfão e suas famílias em todo pais.

Sem o MATRAM e pelo que ela defende em Moçambique, a voz das PVHS mais intimamente infectadas e afectadas pelo HIV-SIDA, órfãos e suas famílias, não seria claramente ouvida e compreendida. Sem o MATRAM o impacto da PVHS de se tornar parte integral na procura de soluções (e tornar-se reconhecida como tal) não teria ocorrido. Para além destas palavras não há maior justificação para a sua contínua existência.

Desafios do MATRAM

A nível nacional há dois maiores desafios que o MATRAM enfrenta. Primeiro a necessidade da segurança económica para assegurar que cada poderoso ganho psicológico feito pelos membros do MATRAM não sejam corroídos devido as dificuldades económicas, ambos ao nível individual das PVHS assim como das suas organizações. Segundo, a sua capacidade gerar, em cada sector da sociedade, níveis suficientemente grandes de interesse e compreensão acerca do impacto do HIV-SIDA nos seres humanos, especialmente PVHS e órfãos e, assim criar ao nível individual e colectivo da resposta a epidemia. Para realizar estes grandes desafios, MATRAM vai apostar em três áreas fundamentais nos próximos anos:

Advocacia

O sucesso do MATRAM de geral níveis de atenção desejada e respostas ao HIV-SIDA vai depender largamente do grau até que ponto será capaz de captar a atenção daqueles que estão em melhores condições para providenciar recursos os recursos necessários que hoje estão em falta no apoio de PVHS. Isto vai requerer níveis mais altos de visibilidade assim como a credibilidade para o MATRAM. Missões de bons ofícios de embaixadoras nacionais de boa vontade poderá gerar bons momentos de consciencialização nacionais acerca da humanização da realidade do HIV-SIDA. Essas missões poderão ser instrumentos extremamente efectivos para criar um momentum necessário para elevar as actividades em cursos na área de HIV-SIDA para ambas aquelas PVHS e crianças infectadas e afectadas pelo HIV-SIDA assim como fazedores de opinião e desenvolvimento de programas de advocacia que será o foco de uma actividade intensa do MATRAM nos próximos anos.

Informação e documentação
Ainda há um nível inadequado em termos de da documentação e informação das experiências das PVHS e os seus esforços pessoais e institucionais para criar uma auto-resposta ao HIV-SIDA significativa. Nos próximos anos o MATRAM vai tentar rectificar esta situação através da produção própria do desafios enfrentando pelos membros do MATRAM que vivem a dupla realidade do HIV-SIDA e a actividade de combater ao HIV-SIDA.

Formação
Com o andar de tempo, os membros do MATRAM, tornaram-se veículos importantes na abordagem do impacto do HIV-SIDA nas suas comunidades. Isto é conseguido através da disponibilização directa de serviços e apoio as comunidades afectadas assim como através do papel de modelo dos seus membros na sociedade. Para alcançar números cada vez mais maiores de PVHS precisa-se de mais formação para os membros do MATRAM na área do treatment literacy. Estas formações serão de dois tipos: Primeiro, a formação vai ser necessária para melhorar as capacidades vitais para o aconselhamento e cuidados e o papel de advocacia que os membros do MATRAM sabem muito bem usar para reavivar a vida e a esperança entre os colegas e amigos. Segundo, as formações vão ser necessárias para gerar níveis aceitáveis da segurança económica e a gestão organizacional efectiva anteriormente discutidas.

Objetivos do MATRAM

Missão
MATRAM é um movimento nacional de PVHS que esta dedicado a melhorar a qualidade de vida e dar esperança as PVHS e órfãos e crianças vulneráveis dando desta forma de volta a vida dos seus membros através do acesso ao tratamento. Os objectivos que se seguem são definidos a partir de uma perspectiva que se apoia na declaração de missão que é a sua raison d’être, e analisar a epidemia de HIV-SIDA em relação ao tratamento da sua singularidade única da perspectiva de PVHS.

Objectivos Nacionais
Foram identificados quatro objectivos chaves para acção a nível nacional. Os resultados esperados e as actividades associadas que também foram definidas.

  • Educar e promover os desenvolvimentos nos cuidados e tratamentos de HIV-SIDA em todas as comunidades;
    Assegurar o acesso ao tratamento acessível e de boa qualidade as PVHS;
  • Prevenir novas infecções;
  • Melhorar a acessibilidade e a qualidade dos cuidados de saúde para todos.
  • Facilitar o acesso a um serviço de saúde de qualidade que inclua o tratamento para elas e as suas famílias.
  • O tratamento de doenças oportunisticas incluindo ARV estejam disponíveis para as PVHS infectadas pelo HIV
  • Identificar pessoas e instituições chaves para avocarem a favor do MATRAM
  • Realizar advocacia ao mais alto nível sobre assuntos da PVHS
  • Formar activistas nos cuidados domiciliários.

Advocacia Para o Acesso ao Tratamento

Advocacia que o MATRAM pretende realizar será um processo de trabalho direccionado a mudança de atitudes, políticas e praticas. É realizado pelas pessoas que propõem mudanças para elas ou outras e, envolve actividades para influenciar as pessoas e instituições que tomam as decisões.

A advocacia para melhorar o acesso ao Tratamento relacionado ao HIV-SIDA é baseada numa estratégia clara para trazer mudanças a vários níveis, incluindo a nível comunitário, nacional e global interdependentes um do outro.

Nível comunitário

  • Acompanhar as PVHS aos hospitais para assegurar que elas recebem o tratamento;
  • Influenciar os farmacêuticos locais (não só Maputo, Beira e Nampula) a terem stocks suficientes de medicamentos necessários a PVHS;

Nível nacional

  • Participar (e ser consultado pelo Governo, MISAU, CNCS) no desenvolvimento de guiões standard para o tratamento do HIV-SIDA;
  • Influenciar o governo para melhorar o fornecimento de medicamentos relacionados ao HIV-SIDA nos hospitais;

Nível Global

  • Participar no lobeamento das companhias farmacêuticas internacionais para redução do preço dos medicamentos relacionados ao HIV-SIDA;
  • Participar no lobamento aos fornecedores internacionais de medicamentos para tornarem os medicamentos relacionados ao HIV-SIDA largamente disponíveis e a baixo custo;

Cadastre-se e receba actualizacoes

Eventos, dicas e Noticias:

Enviar